terça-feira, 10 de novembro de 2015

Jogamos The Order 1886

Eu esperei bastante o jogo, o que de certa forma foi bom, pois toda essa expectativa ajudou a entender o que estava por vir, começa com do meio, prepare-se se você busca bastante gameplay, o jogo pode lhe decepcionar pelo numero excessivo de cutscenes, o que mais ajuda do que atrapalha, os gráficos merecem seus respectivos respeito, porém a historia é o que chama atenção em The Order que começa mostrando nosso protagonista como um prisioneiro e você acaba descobrindo que este é apenas o meio da historia, onde uma ordem de cavaleiros justiceiros da rainha lutam contra rebeldes que ameaçam o império, enquanto a trama se desenvolve, descobrimos que na realidade existe muita corrupção e o verdadeiro inimigo é outro, o jogo é curto e de certa forma satisfatório,  possui uma variedade enorme de amar e o mapa não é tão expansivo, tudo que você precisa fazer é seguir o roteiro, mas alem de ser um bom jogo, não se pode dizer muito mais que o essencial a respeito, não decepciona. ah... cuidado com os mestiços :)

Crítica de 007 contra spectre (ALERTA DE SPOILERS)

Ainda me lembro do dia em que vi o trailer de 007 e o cassino royale e pensei, tem alguma coisa diferente neste James, não apenas pelo fato de ser a estreia de Daniel Graig na pele do espião britânico mais charmoso de todos os tempos, mas havia uma realidade convincente na trama, crie expectativas e não me decepcionei, foi o que não aconteceu em quantum of solace que não considero um filme ruim, muito pelo contrario, é bom filme, mas preguiçoso e previsível, sem deixar de ser interessante em algumas sequencias, com terceiro filme Skyfall meu favorito, mostrou o verdadeiro Bond por trás dos ternos perfeitamente alinhados, sua origem, suas fraquezas e sentimentos, funcionou tão bem que em Spectre isso continua sendo explorado.
  Em Spectre não é difícil imaginar bonde a prova de balas, derrubando meio mundo, ficando com a garota e salvando uma nação sem nem um hematoma, mas e as marcas do seu passado, será que ele é capaz de superar, isso é o ponto alto deste novo filme e o que garante o valor do ingresso, quando de alguma forma tudo que James passou nestes últimos anos não foram casos aleatórios, tudo era premeditado pra afetar seu pessoal, deixar ele cada vez mais frágil, a morte de Vesper, sua adorável M, tudo isso foi orquestrado pela organização SPECTRE que busca o controle global por meio do seu serviço de inteligencia unificado, derrubando o serviço secreto britânico e pondo fim ao programa 00, evolução até certo ponto, porém é impossível sair do cinema sem a sensação de conclusão, é como se saga tivesse terminado, James salva o mundo e desta vez fica com garota de uma forma piegas que não convence, este ultimo filme lembra os primeiros 007, rude, politico, absurdamente caricato. 007 CONTRA SPECTRE merece nosso respeito, até a cena final da ponte, depois disso prefiro não lembrar.
Nota: 08   

terça-feira, 3 de novembro de 2015